GLOBETROTTER

A socilite rio-pretense Rosy Verdi, hoje residindo em Sampa, não para. Ela é daquelas que seguem a máxima: “Entre todos os livros do mundo, as melhores histórias se encontram entre as páginas de um passaporte. “Aliás, sabe muito bem “profiter la vie”, aproveitar a vida. Acabou de chegar de um suntuoso fim-de-semana em Buenos Aires, hospedada no Hotel Alvear e amanhã viaja para Londres– onde reside seu neto Felipe e depois de diazinhos curtindo compras, passeios, bares e restaurantes da capital inglesa-não necessariamente nessa ordem – ambos viajam para a Rússia visitando Moscou e São Petersburgo, no Golfo da Finlândia, onde passam a Páscoa. Em Moscou já têm ingressos para o Ballet Bolshoi e em São Petersburgo têm um longo tour a cumprir: Museu Hermitage, Catedral do Sangue Derramado, Palácio de Peterhof, além do espetáculo de ballet folclórico e no Teatro Marinski, o clássico “O Lago dos Cisnes” do Piotr Tchaikovsky- que é nascido lá na antiga Leningrado. Ufa! Retornam no final do mês exaustos de ver tanta beleza.



Deixe um comentário