EXPO RIO PRETO, MAIS UMA VEZ, FOI UM ENORME SUCESSO

Realizada de 2 a 6 de outubro, a feira consolidou seu sucesso em toda região e colocou Rio Preto no calendário dos maiores eventos agro-empresariais do País.Vejam os números:R$ 7.125.467,00 em negócios gerados;2.318 animais para exposição, julgamento e leilões;14 raças entre bovinos, equinos e ovinos;56 mil visitantes; 81 empresas participantes, 58 expositoras e 23 de alimentação;mais de 1 mil  profissionais atuando, direta ou indiretamente, no evento. A 57ª. edição de nossa Expo, encerrada domingo, além de recordes de volumes de negócios realizados e de público, confirmou seu posto como segunda maior do País em número de animais expostos, reafirmando sua vocação para negócios, tecnologia e diversão para toda a família.Em comparação à edição realizada no ano passado, a EXPO Rio Preto 2019 teve aumento de 131% em número de animais participantes, 74% em volume de negócios fechados e 40% no número de visitantes. Segundo o coordenador geral e secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Pedro Pezzuto Júnior, a 57ª EXPO Rio Preto posicionou a cidade no calendário dos maiores eventos agro-empresariais do Brasil e transformou a feira em um celeiro de oportunidades para quem busca lançamentos, tendências e inovações. Além dos leilões, julgamentos de raças e exposição de bovinos, equinos e ovinos, a grade técnica da EXPO Rio Preto contou com atividades voltadas para o agronegócio regional, com palestras e workshops das temáticas avicultura, heveicultura, pecuária de corte e leite, tecnologia e turismo rural.Um dos grandes destaques da 57ª EXPO foi a realização do 1º Festival Nacional de Moda de Viola de São José do Rio Preto, que distribuiu R$ 22 mil em prêmios, além do troféu “Estrada Boiadeira”, uma homenagem aos pioneiros do Noroeste Paulista.

 

Entre os dias 2 e 5 de outubro, 67 participantes do Festival Nacional da Viola de nossa cidade,foram avaliados de acordo com as categorias local, estadual e nacional. Realizado pela Prefeitura de Rio Preto, por meio das secretarias de Comunicação Social,Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Econômico e Negócios de Turismo,o Festival também homenageou o compositor Valdemar Reis, que adotou Rio Preto como terra natal e compôs mais de 340 músicas, dentre as quais “Meu Reino Encantado” e “O Paredão”, clássicos do cancioneiro caipira. Os vencedores foram anunciados no sábado :

3º lugar          Neno Carreiro e Pratini, de São José do Rio Preto (SP), com a música ‘Sertão ainda é sertão’ – prêmio: R$ 4 mil  

2º lugar          Luiz Salgado, de Araguari (MG), com ‘Décima de reis’ – prêmio: R$ 7 mil

1º lugar          Os 2 Violeiros, de Campo Grande (MS), com a canção ‘Filho da Liberdade’ – prêmio: R$ 10 mil. A dupla faturou também o prêmio de Melhor Intérprete e levou mais R$ 1.000,00, além do troféu.

O palco do Festival recebeu também shows de grandes nomes da música sertaneja raiz: As Galvão, Divino e Donizete, Almir Sater e Sérgio Reis.



Deixe uma resposta