FEIJOADA GOURMET I

Quando desenhei a primeira edição do Feijão Chic,informei ao buffet, que gostaria de oferecer aos meus convidados,além de um glamour sem filtro,um serviço azeitado e eficaz,pois não se tratava de uma festa de azaração,cheia de homens e mulheres disponíveis,se paquerando,tipo “seja o que Deus quiser”,mas uma confraternização para um público exigente, como um casamento de classe. Queria uma feijoada gourmet capaz de saciar a fome com glamour e dignidade e seduzir aos paladares mais exigentes. Aqueles paladares implacáveis pelos quais não passa nenhuma pitada de sal a mais.Pretendia lavrar uma festa que não tivesse aparência, tivesse essência. O resultado foi tão satisfatório,v que o sucesso veio imediato já na primeira edição.Com essa abordagem,o buffet executou um banquete de prazeres com um cardápio soberbo pontilhado de pratos inspirados, cheios de frescor e sabor,que preconizavam a gourmetização, para fugir da maioria das feijoadas que grassam por aí.desde os aperitivos à sobremesa.Afinal, o prazer de comer vai além do gesto primitivo de matar a fome. Na culinária, a sofisticação e qualidade nos ingredientes,são imprescindíveis e tornam-se imperativas para o universo gustativo e olfativo, pois um ingrediente de segunda, pode comprometer o resultado final. E com liberdade e método, temos em Rio Preto,sem dúvida,algumas das melhores do interior de São Paulo, pontificando entre os principais nomes do setor, pois agregam valor aos temperos e por isso,ganham a cada dia mais notoriedade. A feijoada preparada para o Feijão Chic,é um convite irresistível, dando a ideia de banquete com delicadeza.Embora seja um enclave originário da gastronomia escrava,esse ícone da culinária brasileira,adiciona o cheiro e o sabor daquele gosto a que nos afeiçoamos e muitas vezes nos remete à memória adocicada da infância que perseguimos como desejo.Guardiã de delícias, a fumegante feijoada servida no Feijão Chic, sempre teve personalidade própria arrancando suspiros a cada garfada. Quem já esteve nas quatro edições anteriores do Feijão Chic, sabe do que estou dizendo. É por isso que o Feijão Chic é hoje convergência dos assuntos da elite social. A cozinha de sedução do Feijão Chic, propõe uma série de petiscos no bate-bola inicial, como pasteizinhos de palmito, guariroba (de palmito amargo),de queijo e carne, de massa crocante e servidos quentinhos, como a mandioquinha frita,os dadinhos de tapioca, os torresminhos, os bolinhos de bacalhau, coxinhas de frango no Catupiry,os croquetes,os bolinhos de aipim com carne seca,a polenta frita, os mini-quibes, as coxinhas de frango,linguicinha com pimenta imperiosa e as batatinhas vinagrete, que acompanham a cerveja feita especialmente para pessoas que acham que a cerveja salva a humanidade da depressão.E as caipiroskas e coquetéis refinados oferecidos com generosidade. Será sem dúvida, uma grande bouffe! O Buffet Dahir de Faria, comandado por Fabinho e Gustavo Faria, regerá com a maestria com que fazem festa há mais de 50 anos, as panelas e fogões, o serviço adestrado dos garçons e maîtres, e o planejamento logístico. A festa deste ano está marcada para o dia 14 de maio, um sábado,das 13 às 20 horas, no Automóvel Clube,Mas uma das coisas mais importantes pela qual cada convidado do Feijão Chic solicita especial atenção, é a altura do som e a qualidade musical.Quem está ali,quer se comunicar sem gritos, quer festejar o reencontro,quer acarinhar os amigos sem precisar voltar rouco para casa.Quer dançar, rebolar, saracotear, abraçar,vivre la vie com exuberância Quem viver, verá. 



Deixe um comentário